Voltar

Por que eu devo ler este artigo:Este artigo tem como objetivo apresentar a ferramenta de testes funcionais automatizados chamada QF-Test, assim como demonstrar algumas das suas funcionalidades.

O artigo discute a importância de se realizar testes funcionais e auxilia na escolha de uma ferramenta para tal finalidade, apresentando a opção da QF-Test.

A realização de testes funcionais é parte fundamental no processo de testes e desenvolvimento, afinal é na funcionalidades disponibilizadas são executadas as ações onde o usuário final irá atuar.

A utilização da QF-Test é boa para esse propósito, pois é um software de fácil instalação, possui documentação extensa e não há grandes dificuldades em seu uso.
Autores: Leandro Simões da Silva, Mateus Negri Vieira Vianna, Pablo Henrique Fonseca e Marco Antônio Pereira Araújo

Mesmo com a introdução de diferentes técnicas, métodos e ferramentas no processo de desenvolvimento de um sistema, é possível que se encontrem defeitos no produto final.

Para lidar com isso, foram criadas técnicas de teste e validações do código, além de levantamento de métricas que indicam possíveis problemas e permitem direcionar os testes de forma que sejam obtidos resultados mais significativos. Existem ainda ferramentas e plugins que facilitam o levantamento dessas métricas e realizam testes automatizados.

O desenvolvimento da interface gráfica do usuário é algo que muitas vezes não recebe a devida atenção por parte dos desenvolvedores. Alguns aspectos importantes que devem ser levados em consideração na criação da interface são um visual agradável e, principalmente, sua usabilidade.

A interface deve ser feita de acordo com o usuário, considerando suas características específicas e possíveis limitações, pois na maioria dos casos, ele não é familiarizado com atividade de programação e deve permitir que o usuário encontre o elemento que realizará a ação pretendida de maneira fácil e intuitiva.

Um sistema que não possui uma boa interface pode prejudicar o uso de algumas de suas funções desperdiçando horas dedicadas ao desenvolvimento do sistema.

Outro aspecto muito abordado atualmente é a acessibilidade nos sistemas de informação. Usuários que possuem necessidades especiais tendem a ter mais dificuldade de encontrar as informações desejadas, por isso é necessário que se desenvolvam maneiras que permitam a esse tipo de usuário manusear a interface do sistema de forma que possuam a mesma experiência dos demais usuários, ou o mais próximo possível.

Portanto, testar as funcionalidades da interface garante que toda a codificação feita seja executada de forma correta, e permite ao usuário usufruir das funções do sistema como um todo. Permite ainda simular como seria a interação dele com a interface, mapeando possíveis falhas de execução e comportamentos não esperados.

Neste artigo será abordado o que são e qual a importância dos testes funcionais automatizados, a relevância da interface gráfica em uma aplicação e o porquê de testá-la.

Em seguida, será utilizada a ferramenta QF-Test para a demonstração dos testes. Serão criados casos de teste de forma que sejam executadas as funções do sistema de maneira automatizada.

Testes funcionais automatizados

Testes automatizados são de grande importância para o processo de construção de software. Seu objetivo principal é automatizar os testes funcionais realizados manualmente, minimizando a fragilidade desses testes. Eles possuem alto índice de reusabilidade e agregam velocidade e fluidez ao processo de validação.

Testes funcionais não possuem dependência direta da arquitetura interna do sistema. São procedimentos derivados de uma análise de especificaçã ...

Quer ler esse conteúdo completo? Tenha acesso completo