De que se trata o artigo:

Este artigo apresenta inicialmente algumas definições associadas à engenharia de requisitos e especificação de requisitos utilizando casos de uso. Em seguida será apresentado um exemplo real de especificação considerando um cenário de cadastro básico.

Em que situação o tema é útil:

A discussão deste tema é importante para aqueles que trabalham no dia a dia com a elaboração da especificação de requisitos do software. Além disso, é importante também para aqueles que fazem uso da especificação para poder desempenhar suas atividades no processo de desenvolvimento de software.

Resumo DevMan:

O objetivo deste artigo é explicitar de forma prática como a especificação dos requisitos do software através de casos de uso podem ser efetuadas em um nível de detalhe tal que informações importantes para outras etapas do desenvolvimento como planejamento de testes, projeto e desenvolvimento não sejam omitidas.

A Engenharia de Software pode ser entendida como a disciplina de engenharia aplicada ao desenvolvimento de software, compreendendo um conjunto de etapas que envolvem métodos, ferramentas e procedimentos que possibilitam o controle do processo de desenvolvimento de software, ocupando-se de todos os aspectos, desde os estágios iniciais de especificação do sistema até a manutenção desse sistema, oferecendo ao profissional uma base para a construção de software de alta qualidade produtivamente.

A Engenharia de Requisitos pode ser vista como uma subárea da Engenharia de Software, cujo principal objetivo é a obtenção de uma especificação correta e completa dos requisitos. A engenharia de requisitos é um termo usado para descrever as atividades relacionadas à produção (levantamento, registro, validação e verificação) e gerência (controle de mudanças, gerência de configuração, rastreabilidade, gerência de qualidade dos requisitos) de requisitos.

O principal objetivo da Engenharia de Requisitos é criar e manter documentos de requisitos de sistemas, chamado de Documento de Especificação de Requisitos de Software (DERS). O processo de engenharia de requisitos, como um todo, contém quatro grandes subprocessos que são: em quais aspectos o sistema é útil ao negócio (estudo de viabilidade), descoberta de requisitos (elicitação e análise), conversão de tais requisitos em um formato padrão (especificação) e descoberta se tais requisitos realmente definem o sistema tal como o usuário deseja (validação).

...
Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo