Artigo no estilo: Curso
Por que eu devo ler este artigo:O Diagrama de Atividades da UML oferece uma notação rica para mostrar uma sequência de atividades de um sistema.

Ele pode ser aplicado para vários propósitos e pode ser utilizado para representar fluxo de controle e fluxo de objetos. O Diagrama de Estados representa o comportamento de um elemento por meio de um conjunto finito de transições de estado.

Tanto o diagrama de atividades, quanto o diagrama de estados e os demais diagramas da UML, servem para detalhar melhor os requisitos de sistemas.

Esse artigo irá apresentar as principais notações e exemplos práticos dos diagramas de atividades e de estados.

A UML (Unified Modeling Language) tem como objetivo prover aos profissionais envolvidos com o processo de desenvolvimento de sistemas, ferramentas para análise, projeto e apoio à implementação de sistemas, baseados em software, bem como para modelagem de negócios e processos similares.

Ela possui modelos para representação estática (estrutural) e para a representação dinâmica (comportamental) dos sistemas. Na representação dinâmica, a UML possui três modelos comportamentais: atividades, máquinas de estado e interações.

Esse artigo irá apresentar o diagrama de atividades e o diagrama de estados. Assim como o diagrama de atividades, o diagrama de estados mostra uma visão dinâmica do sistema.

O diagrama de atividades a partir da versão 2.0 deixou de ser considerado um caso especial do diagrama de estados.

Seu modelo foi redefinido, estendendo as suas capacidades e permitindo o suporte à modelagem de fluxos sobre uma larga variedade e domínios, do computacional até o físico.

No diagrama de atividades uma atividade é modelada como uma sequência estruturada de ações, controladas potencialmente por nós de decisão e sincronismo. Em seu aspecto mais simples, um diagrama de atividades pode ser confundido com um fluxograma.

Entretanto, ao contrário de fluxogramas, os diagramas de atividades UML suportam diversos outros recursos, tais como as partições, nós do tipo bifurcação e união, além da definição de regiões de interrupção e expansão, que permitem uma modelagem bem mais rica do que simplesmente um fluxograma.

Os diagramas de atividades são empregados para modelar desde um método ou algoritmo ou mesmo o processo completo. Eles também podem ser aplicados à engenharia de processos de negócio ou fluxo de trabalho.

A partir da UML 2.0 o diagrama de estados teve seu nome modificado para diagrama de máquina de estados ou simplesmente para diagrama de estados. Esse diagrama pode ser utilizado para representar o comportamento ou para expressar o protocolo de uso de parte de um sistema. O diagrama de estados tem como elementos principais o estado, que modela uma situação em que o elemento modelado pode estar ao longo de sua existência, e a transição, que leva o elemento modelado de um estado para o outro.

Esse artigo irá mostrar os elementos essenciais do diagrama de atividades e de estados e irá apresentar como eles podem detalhar melhor os requisitos. Serão apresentados alguns exemplos criados na ferramenta Astah Professional.

Diagrama de Atividades

Os principais elementos do diagrama de atividades são apresentados a seguir.

Atividade

Uma atividade é composta por um conjunto de ações, ou seja, os passos necessários para que a atividade seja concluída. Ela é representada por um retângulo grande com as bordas arredondadas, conforme o exemplo da Figura 1 que representa a atividade referente ao processo de Quitar diária.

Exemplo de uma atividade

Figura 1. Exemplo de uma atividade

Ações

Cada ação que compõe uma atividade é considerada um nó da atividade. Deste modo, pode-se dizer que a execução de uma atividade depende fundamentalmente da execução das ações contidas nesta atividade.

As ações podem requisitar objetos, terem um efeito persistente neles, e invocar diretamente comportamentos e operações. Uma ação é representada por um retângulo arredondado, semelhante a uma atividade, conforme pode ser visto na Figura 2.

Uma atividade pode ser ligada a outra ação através de setas que representam o fluxo de controle de uma atividade.

Exemplo de uma ação

Figura 2. Exemplo de uma ação

Ação de envio de sinal

Representa o envio de sinal para um objeto ou ação. É representada por um retângulo com uma protuberância triangular em seu lado direito conforme a Figura 3.

v

Figura 3. Exemplo de uma ação de envio de sinal

Ação de recebimento de sinal

Representa a espera de ocorrência de um evento de acordo com determinadas condições. É representada por um retângulo com uma reentrância triangular no seu lado esquerdo, conforme pode ser visto na Figura 4.

Exemplo de uma ação de recebimento de sinal

Figura 4. Exemplo de uma ação de recebimento de sinal

O exemplo na Figura 5 apresenta ações de evento de envio e recebimento de sinal, no caso, um evento de envio de sinal que o cliente envia e recebe. Além disso, vemos uma solicitação de reserva de aluguel de um quarto. Os dados da reserva são ...

Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo