Do que se trata o artigo:

Tuning é um termo que desperta um interesse cada vez maior nos profissionais de TI devido ao crescimento da quantidade de sistemas e usuários nas organizações. Deste modo, apresentaremos neste artigo algumas das principais dicas e técnicas que podem ser utilizadas para otimizar ou tunar instruções SQL em Bancos de Dados Oracle 10G e 11G.


Em que situação o tema é útil:

Os conceitos e técnicas de tuning de instruções SQL apresentados neste artigo poderão ajudar os desenvolvedores e DBAs que participam do desenvolvimento e implantação de software a otimizar o desempenho dos sistemas, principalmente os mais críticos, que são utilizados por muitos usuários e que necessitam de boa performance para viabilizar ou garantir o seu uso.

Resumo DevMan:

Devido à utilização cada vez maior de sistemas nas organizações, é necessário que estes sejam rápidos e seguros para atender à demanda de seus usuários. Consequentemente, o interesse em otimização de performance (tuning) destes sistemas cresce e os conhecimentos para tuná-los torna-se um requisito de grande importância para contratação de profissionais de TI. Neste contexto, para ajudar os profissionais que precisam aprimorar suas aplicações no acesso a bancos de dados Oracle 10G e 11G, este artigo demonstrará o porquê de otimizarmos instruções SQL e apresentará cinco dicas e técnicas para que os sistemas possam ser tunados.

O termo tuning ainda pode parecer um enigma para muitas pessoas, mas aos poucos ele vem sendo desvendado e explorado cada vez mais pelos profissionais de TI. Quando aplicado em Tecnologia da Informação (TI), este termo refere-se basicamente ao conceito de propor mudanças e aplicar ideias para otimizar o desempenho na recuperação ou atualização de dados.

Com o aumento do legado de sistemas corporativos (Ex.: ERPs, GEDs etc.), sistemas web e, consequentemente, do número de usuários nas organizações, torna-se um desafio constante para os profissionais de TI, implementar requisitos mínimos de segurança e performance no acesso a estes sistemas. Podemos citar, por exemplo, os sites de E-Commerce, que possuem como requisitos principais, a possibilidade dos clientes realizarem uma compra rápida e segura. Sem estes requisitos, as chances de sucesso de um E-Commerce são quase nulas!

Para aumentar a segurança e a performance dos sistemas, devemos considerar, dentre os principais itens: a arquitetura do sistema, a rede, o hardware e o banco de dados em que ele armazena as suas informações. Com o objetivo de otimizá-los, apresentaremos neste artigo algumas dicas e técnicas para tunar bancos de dados Oracle, atuando especificamente nas instruções SQL e em itens que influenciam o seu desempenho.

No entanto, antes de aprender algumas dicas e técnicas para tunar instruções SQL, devemos entender o porquê de nos preocuparmos com este trabalho, ao invés de tunarmos outros itens, tais como o sistema operacional do servidor de banco de dados ou as configurações do próprio banco.

O gráfico da Figura 1, apresentado em um seminário de Michael R. Ault, consultor do DBA Group (ver seção Links), demonstra as áreas de atuação que apresentam os maiores índices de problemas de performance nas aplicações que acessam bancos de dados Oracle. O item Application compreende basicamente as instruções SQL, o item System corresponde a configurações do Sistema Operacional, o item Database corresponde a configurações do Sistema Gerenciador de Banco de Dados e o item Design corresponde ao projeto e modelagem do Banco de Dados. Os percentuais mais altos no gráfico são áreas de atuação em que devemos priorizar nossos esforços de otimização. Portanto, considerando que o item ...

Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo