Para um programador iniciante, o começo de carreira é repleto de pequenas dúvidas seguidas de pequenas decisões que influenciarão toda a sua vida profissional.

Exemplos de escolhas que o novo dev costuma achar cruciais nos primeiros momentos:

  • Escolher uma linguagem com a qual começar,
  • Montar um pool de ferramentas que lhe proporcionem um bom ambiente de programação;
  • Mirar um dos já tradicionais perfis de carreira, como back-end, front-end ou mobile.

Mas ao longo da carreira o que pude perceber é que, imerso nessa evolução inicial, o profissional normalmente deixa de dar atenção ao aprimoramento de habilidades cruciais e cada vez mais apreciadas pelas empresas no mercado atual de tecnologia.

Este artigo lista quatro dessas habilidades fundamentais que são comumente negligenciadas por desenvolvedores.

1- Comunicação é importante para um programador iniciante?

Claro que sim, afinal não é só com máquina que um dev lida no seu dia a dia.

Esse erro é cada vez menos cometido, mas ainda há profissional em início de carreira achando que não precisa lidar com pessoas em sua rotina.

Comunicar-se claramente é uma habilidade que deve ser exercida com frequência durante o dia do programador, seja na interação com colegas de equipe, ou nas conversas com profissionais de outras áreas da empresa.

2- Solidificação de conceitos básicos

Sedento por codar, resolver problemas reais e praticar o conhecimento adquirido, é comum que o programador absorva os conceitos básicos e fundamentais da programação.

Porém, de forma superficial, ele absorve somente o suficiente para fazer os códigos rodarem, o que aflora aquela sensação de poder e inteligência, mas que muitas vezes o faz negligenciar o aprendizado de boas práticas e o aprimoramento desses conceitos.

O que normalmente acontece é que mais à frente na carreira o profissional aprimora esse fator, mas quanto antes ele se atenta para a importância das bases do seu conhecimento, mais rápida fica sua evolução e progressão de carreira.

3- Gosto pelo aprendizado

Essa parece ser uma habilidade obviamente importante para qualquer profissão, mas quando o assunto é tecnologia, não é tão simples assim.

A velocidade com que as ferramentas e técnicas evoluem, ou a quantidade de novas linguagens, frameworks e diferentes formas de interação com o usuário que surgem a cada ano, fazem com que sempre tenhamos que exercitar o aprendizado.

Aprender a aprender deveria ser uma das primeiras habilidades adquiridas por um programador iniciante.

4- Assertividade no uso das ferramentas

O aprendizado é constante, mas não é porque aprendemos uma técnica por dia, ou uma nova linguagem a cada mês, que devemos colocar no próximo projeto tudo de novo que assimilamos.

É muito importante para um programador entender, em cada projeto, os problemas que ele deverá encarar e eleger as ferramentas mais adequadas para resolvê-los.

O amadurecimento também traz essa habilidade, mas o mercado exige esse tipo de discernimento cada vez mais cedo na carreira dos devs.

Por outro lado, encarar uma linguagem ou framework como "bala de prata", aquela que resolve qualquer problema, também não é muito produtivo. Por isso é tão importante entender quais problemas são resolvidos e quais podem surgir com o uso de determinada tecnologia.

Conclusão

Em primeira análise, os tópicos abordados no artigo não parecem ser tão relevantes no início de carreira. Mas com o decorrer dos anos, o aprimoramento e experiência técnica, normalmente o profissional costuma olhar para trás e concluir que se tivesse dado a devida atenção para esses aspectos, sua evolução poderia ter sido mais rápida e talvez com menos atribulações.

E aí, você é um dev iniciante e aproveitou essas dicas? Conheça a plataforma da GeekHunter e todas as vantagens que oferecemos!