Desvendando o Gerenciamento de Projetos – Partes 1 e 2

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (8)  (0)

Este artigo retrata conceitos úteis no gerenciamento de qualquer projeto envolvendo tecnologia da informação, desde desenvolvimento de aplicações simples até implantações complexas de ERP.

Artigo do tipo Teórico
Recursos especiais neste artigo:
Conteúdo sobre boas práticas
Porque este artigo é útil
Este artigo retrata conceitos úteis no gerenciamento de qualquer projeto envolvendo tecnologia da informação, desde desenvolvimento de aplicações simples até implantações complexas de ERP. Conceitos estes que qualquer gerente de projetos deve ter em mente para serem aplicados em seu dia a dia. A adoção do gerenciamento de projetos tradicional é possível e pode ser muito mais fácil do que se imagina. Parece trivial falar desta maneira, mas boa parte dos projetos atualmente ainda não é gerenciada de forma adequada, seja por falta de um gerente de projetos, seja por falta de conhecimento adequado sobre o assunto. Desta forma, este artigo tenta apresentar de forma simples os principais conceitos utilizados em gestão de projetos.

Este artigo irá compor uma série de artigos relacionados a gerenciamento de projetos que iremos apresentar ao longo das edições da revista. Gerenciamento de projetos é hoje em dia um dos principais assuntos discutidos em boa parte das organizações, principalmente pelos benefícios por sua adoção ou prejuízos por não se adotar gerenciamento de projetos de forma efetiva.

Um projeto bem gerenciado pode trazer grandes benefícios para a empresa, mas um projeto mal gerenciado pode trazer enormes prejuízos. Logo, podemos subentender que um dos principais pilares nas organizações atualmente é a gestão eficiente de projetos.

Neste primeiro artigo iremos focar na apresentação e discussão de conceitos básicos relacionados a gerenciamento de projetos. Nos próximos artigos, iremos entrar efetivamente em detalhes, apresentando e discutindo pontos aprofundados acerta deste importante assunto.

Inicialmente, para falar em gerenciamento de projetos, precisamos apresentar de forma efetiva o PMI (Project Management Institute). O PMI é um instituto de gerenciamento de projetos e uma das maiores associações para profissionais de gerenciamento de projetos. O PMI oferece seis certificações que atestam conhecimento e competência dos profissionais acerca dos padrões de gerenciamento de projetos estabelecidos no Guia de Gerenciamento de Projetos (PMBOK).

As certificações são:

1. PMP – Profissional de Gerenciamento de Projetos: é reconhecida como a mais importante dentre as certificações devido ao seu grau de exigência. Ela atesta que o profissional tem formação, experiência e competência para conduzir projetos;

2. CAPM – Profissional Técnico Certificado em Gerenciamento de Projetos: é uma boa certificação para profissionais de projetos. Esta certificação foi projetada para profissionais que têm menos experiência em gerenciamento de projetos. Ela atesta a compreensão do conhecimento, terminologia e processos fundamentais de um gerenciamento de projetos eficiente;

3. PgMP – Profissional de Gerenciamento de Programas: reconhece as habilidades e experiência de gerentes de programas experientes. Ela atesta que o profissional está apto para supervisionar vários projetos inter-relacionados e seus respectivos recursos para atingir os objetivos estratégicos de negócios;

4. PMI-SP – Profissional em Gerenciamento de Cronograma: esta certificação preenche a necessidade de um especialista em gestão de cronogramas no projeto.

5. PMI-RMP – Profissional em Gerenciamento de Riscos: esta certificação preenche a necessidade de um especialista em gestão de riscos em um projeto;

6. PMI-ACP – Profissional Certificado em Métodos Ágeis: esta certificação reconhece o conhecimento de princípios ágeis, práticas, ferramentas e técnicas através de metodologias ágeis.

O PMI é um instituto importante para todos os profissionais de gerenciamento de projetos.

Mas enfim, o que é um projeto? Segundo o Guia PMBOK, quarta edição, um projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. O fato de ser temporário, não necessariamente indica curta duração, apenas indica que todo projeto tem um início, meio e fim.

Desta forma, qualquer atividade pode ser desmembrada como um projeto, como por exemplo, a construção da sua casa, o desenvolvimento de um software, a implantação de um sistema. Todas estas atividades são esforços que precisam ser gerenciados para gerar o benefício esperado. É de grande importância que se tenha início, meio e fim. Principalmente fim. Veremos nos próximos artigos que uma das principais dificuldades existentes em projetos mal gerenciados é conseguir encerrar o projeto.

E como posso gerenciar os projetos? Também segundo o Guia PMBOK, quarta edição, gerenciamento de projetos é a aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto. O gerenciamento de projetos é realizado através da aplicação e integração de 42 processos agrupados, abrangendo cinco grupos, que são:

1. Iniciação: é a primeira fase de qualquer projeto. Nesta fase normalmente se engloba a definição de todos os envolvidos, responsáveis, escopo, custo, prazos e qualidade esperada de um projeto;

2. Planejamento: nesta fase, como o próprio nome já diz, engloba todas as atividades de planejamento de um bom projeto, para que a execução aconteça da melhor maneira possível;

3. Execução: é nesta fase que o projeto é efetivamente executado;

4. Monitoramento e Controle: nesta fase, todo o projeto é monitorado e controlado com a finalidade de garantir os quatro pilares básicos: escopo, prazo, custo e qualidade de um projeto;

5. Encerramento: é nesta fase que o projeto é encerrado formalmente.

De forma geral, o gerenciamento de um projeto também inclui a identificação dos requisitos do projeto, atuando diretamente nos pontos:

· Definição do escopo;

· Garantia da qualidade;

· Criação, manutenção, monitoramento e controle sobre o cronograma;

· Definição, monitoramento e controle do orçamento;

· Definição da necessidade de recursos, assim como seu monitoramento e controle;

· Mapeamento e mitigação dos riscos.

Para que os projetos sejam bem gerenciados, além de garantir todos estes pontos, não podemos nos esquecer da importância de se ter um escritório de projetos dentro da organização. O PMO (Project Management Office) é um corpo ou entidade organizacional que visa organizar o gerenciamento de projetos de uma organização, segundo o Guia PMBOK, qua" [...]

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?