Por que eu devo ler este artigo:Este artigo é útil para auxiliar os analistas e desenvolvedores a perceberem a importância da fase inicial de construção de um software que é a fase de elicitação de requisitos. Será apresentada aqui a descrição do que é feito nessa etapa do projeto, os tipos de requisitos existentes e as técnicas de elicitação de requisitos mais utilizadas (entrevistas, prototipação e questionários). Além disso, o artigo irá apresentar como a ferramenta Enterprise Architect pode ser utilizada para apoiar as atividades desta etapa do projeto. Com esta ferramenta você poderá, dentre outras possibilidades, manter os requisitos do sistema, criar os diagramas da UML como, por exemplo Diagrama de Caso de Uso, Diagrama de Atividades, Diagrama de Classe, definir os cenários (que nada mais são do que os casos de uso do sistema) da aplicação e criar os protótipos do sistema. Além disso, veremos também que é possível gerar a documentação criada no formato PDF através de um modelo criado com base no padrão da empresa.

Se fossemos resumir em uma só palavra do que se trata a elicitação de requisitos, a que melhor faz esse resumo é entendimento. Elicitação de requisitos é uma fase do projeto onde são extraídas informações do cliente sobre o que ele deseja que seja construído. É a fase em que o profissional de TI entende a necessidade do cliente e o orienta. É o momento de conversa com o usuário, de sentimento sobre o que este espera que seja entregue a ele. Na elicitação de requisitos são percebidas as necessidades do sistema e as características que esse sistema deve ter.

A fase de levantamento de requisitos, em um projeto, representa a parte de negócio, ou seja, O QUE exatamente o cliente está precisando. Nessa fase, o profissional de TI busca informações como: funcionalidades que o sistema deve ter, as regras de negócio dessas funcionalidades, restrições, usabilidade do software, e assim por diante.

Apesar de parecer uma etapa relativamente simples do projeto, não é. É nesse momento que o analista recebe a função de solucionar um problema que o cliente tem. Em muitas vezes, o cliente deseja um sistema mas não sabe exatamente o que quer, ou ele sabe bem o que quer mas não consegue passar as informações de uma forma compreensível. Nesse caso, a ajuda do analista é fundamental, pois este profissional possui mais experiência em sistemas do que o cliente, podendo assim, ajudá-lo a definir os requi ...

Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo