Artigo do tipo Tutorial
Recursos especiais neste artigo:
Artigo no estilo Prático
Porque o artigo é útil
Muito comum nos projetos de desenvolvimento de sistemas, as mudanças geralmente representam uma dor de cabeça para a equipe, contudo quando bem gerenciadas podem representar um fator de sucesso do projeto, já que o objetivo principal é atender as necessidades do cliente. Ponto chave no gerenciamento de mudança, a análise de impacto tem como objetivo identificar as alterações necessárias não só nos componentes do software mas também no planejamento do projeto.

Este artigo apresenta uma maneira prática de implementar o processo de mudança de requisitos. Também são apresentados alguns conceitos para entender a importância e o funcionamento deste processo e como ele pode ajudar a equipe a tratar as temidas mudanças no projeto.

Além disso, este artigo é útil para equipes que queiram aplicar ou aprimorar as boas práticas do gerenciamento de mudança de requisitos, demonstrando como uma análise de impacto eficaz melhora as estimativas e diminuir os riscos da mudança.

Mudanças fazem parte do dia a dia dos projetos de TI. Muitas vezes é difícil para o cliente repassar todas as suas exigências logo no início do projeto, o que é uma situação natural, e na medida em que o sistema evolui os requisitos também sofrem alterações. Mudanças devem estar previstas e a equipe do projeto deve estar preparada para atendê-las. Desta forma, requisitos podem ser adicionados, alterados ou retirados do projeto, mas sempre através de um processo controlado. O gerenciamento de mudança é essencial para manter a integridade do projeto e do produto, e assim como no início do projeto procuramos garantir o entendimento, a clareza e validação dos requisitos, estas preocupações também devem existir no decorrer do projeto.

O processo de gerenciamento de mudança é um conjunto de atividades que avalia o impacto, esforço e custo das mudanças. Este processo deve ser aplicado a toda e qualquer proposta de alteração na lista de requisitos do projeto. Uma das vantagens de se utilizar um processo formal é que todas as propostas de mudança são tratadas de modo consistente e as alterações nos requisitos são feitas de maneira controlada. As três principais atividades deste processo são: identificação e registro da necessidade de mudança; análise de impacto; e implementação da mudança.

Atividade essencial no processo de mudança, a análise de impacto deve envolver os seguintes passos:

· Verificar se a solicitação de mudança é válida e necessária;

· Identificar os requisitos e outros artefatos que serão afetados;

· Descrever a mudança dos requisitos;

· Estimar o esforço e o custo, identificar os riscos;

· Analisar a viabilidade da mudança e decidir pela sua implementação ou não.

Um fator fundamental para identificar os requisitos impactados pela mudança é a rastreabilidade. Verificando os relacionamentos entre os produtos é possível identificar mais facilmente os requisitos que são afetados tanto de forma direta como indiretamente. Além dos requisitos, é importante identificar outros artefatos como casos de uso, user stories, documentos de especificação técnica, casos de teste, classes, tabelas, packages, etc.

Rastreabilidade é a associação entre uma ou mais entidades, sejam elas requisitos ou não. Esta relação pode ser mestre-subordinado, predecessor-sucessor ou apenas indicar uma associação ou dependência. É a rastreabilidade que permite visualizar as ligações entre os diversos componentes do sistema. Outro fator importante é a rastreabilidade entre os requisitos e as atividades do cronograma, o que possibilita identificar de forma clara e direta quais atividades serão impactadas pela mudança. Um bom sistema de rastreabilidade facilita e muito este trabalho.

...

Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo