Artigo no estilo: Curso

De que se trata o artigo:

Relato de experiência, englobando quatro anos de investimento de uma empresa nacional de desenvolvimento de software na implantação de técnicas de Engenharia de Software, com destaque para a automação de testes, e de uma metodologia de desenvolvimento iterativo baseada no Scrum e avaliada pelo modelo MPS.BR. Está focado na aplicação prática desses conceitos em um modelo de desenvolvimento colaborativo e apresenta os resultados alcançados pela empresa com esse projeto.

Em que situação o tema útil:

A escolha da metodologia mais adequada para o desenvolvimento de software em uma organização, levando em consideração os inúmeros fatores envolvidos, não é uma tarefa trivial. A publicação de estudos de caso, como este, procura apontar algumas dificuldades práticas envolvidas com a implantação de processos e auxiliar as empresas a traçar o seu caminho rumo à melhoria contínua.

Resumo DevMan

A AltoQi é uma empresa no mercado brasileiro de software para Engenharia, com mais de 20 anos de experiência tanto no desenvolvimento como na comercialização de seus produtos. Ainda assim, a partir de um dado momento, o custo de manutenção desses sistemas tornou-se elevado, comprometendo a sua capacidade de desenvolvimento.

Neste contexto, neste artigo será abordado o investimento que a empresa efetuou para controlar o desenvolvimento dos seus sistemas legados, iniciando pelo controle de solicitações, controle de versões e automação de testes. Será discutida a necessidade de investimento em boas práticas de Engenharia de Software como subsídio a uma efetiva implantação de metodologias ágeis de desenvolvimento.

A partir desse investimento em infra-estrutura, a aplicação de uma metodologia de desenvolvimento iterativo, baseada no Scrum, permitiu à empresa retomar o seu ritmo de crescimento e estender esse conceito a uma nova forma de interação com seus usuários. Com seus mais de 20.000 clientes, a empresa precisava de uma forma de levantar as reais necessidades dos seus clientes para criar uma nova versão de seu principal produto.

O conceito do desenvolvimento iterativo foi aplicado na prática, em um projeto de oito Releases, no qual cada um dos recursos foi discutido com os clientes em um blog de desenvolvimento. Com esse feedback, os requisitos desse produto puderam ser definidos com mais clareza e refinados a cada release liberado.

O resultado foi positivo para os clientes, para a equipe de desenvolvimento e, especialmente, para a empresa.

A AltoQi (www.altoqi.com.br) atua desde 1989 no desenvolvimento e comercialização de software para projetos de Engenharia, possuindo mais de 23 mil clientes no Brasil e no exterior. O mercado da construção civil engloba mais de 12 especialidades diferentes, sendo que, destas, as principais são atendidas pelos produtos da empresa: AltoQi Eberick (para projeto de estruturas em concreto armado), AltoQi Hydros (para projeto de instalações prediais hidráulicas, sanitárias, de gás e de prevenção e combate a incêndio), AltoQi Lumine (para projeto de instalações elétricas prediais e de infra-estrutura para cabeamento) e QiCAD (plataforma independente de CAD, voltada à complementação dos desenhos gerados).

Além dos produtos de software e dos serviços de suporte técnico e especializado aos seus usuários, a AltoQi também atua, através do seu canal QiSat (Sistema Integrado de Ensino a Distância, Presencial e de Serviços Dirigidos ao Mercado da Construção Civil, www.qisat.com.br), para prover os profissionais ligados à área de construção civil de um mecanismo de acesso constante e atualizado ao conhecimento, capacitação, outras oportunidades e serviços.

A AltoQi está presente em todos os Estados da Federação, totalizando uma base de relacionamento com mais de 400 mil profissionais, através de atendimento comercial, convênios com mais de 100 universidades e com os principais CREAs do país, e dos mais de 6.000 alunos atendidos no canal de ensino do QiSat.

Forma de atuação

A organização AltoQi tem como objetivo principal de negócio o desenvolvimento e comercialização de produtos de software para o mercado da Construção Civil. Esses produtos de software organizam-se em Linhas de desenvolvimento, representadas por um Produto principal e seus diversos Módulos opcionais.

Os produtos desenvolvidos pela AltoQi são pacotes fechados, cuja customização pelo cliente é limitada à escolha dos módulos a serem adquiridos. Por isso, não há um "cliente" definido em nenhum projeto de desenvolvimento. No seu lugar, cabe ao Departamento de Produtos e Serviços (DPS) representar o cliente, exercendo o papel de Product Owner em relação ao Departamento de Desenvolvimento. O DPS é o responsável pelas atividades de análise dos produtos da empresa e do seu posicionamento no mercado, avaliação de novos produtos e novos recursos para os produtos atuais da empresa, suporte técnico aos clientes externos e treinamento técnico para clientes externos e internos. O Departamento de Desenvolvimento é responsável por planejar, executar e controlar as atividades que terão como resultado o produto de software selecionado pelo DPS. Cabe ao Departamento de Desenvolvimento a criação de novos produtos ou versões, as quais possam vir a ser comercializadas pela empresa, junto à sua extensa base de clientes.

A relação entre os dois departamentos e os clientes pode ser observada na Figura 1 a qual ilustra:

· Clientes interagindo com a equipe de Suporte Técnico, para sanar suas dúvidas. Eventuais problemas e sugestões são levantados para futura análise.

...
Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo