De que trata o artigo:

O Scrum define uma abordagem para gerenciamento de projetos considerando um processo de desenvolvimento iterativo e incremental. Já o XP define uma metodologia ágil com foco nas atividades de desenvolvimento para pequenas e médias equipes. Neste contexto, neste artigo conheceremos um pouco mais sobre estas metodologias ágeis, indicando ao final de trabalharmos com elas em conjunto.

Em que situação o tema útil:

Conhecimento sobre Scrum e XP é útil para profissionais envolvidos com o desenvolvimento de software. Conhecer diferentes metodologias ajuda a escolher a mais adequada para cada projeto e isto pode fazer toda a diferença entre o sucesso e o fracasso de um projeto de software.

Resumo DevMan:

Este artigo aborda o tema metodologias ágeis, focando no Scrum e no XP. Para isso, apresenta inicialmente as principais características que definem o XP. Em seguida, discute os princípios do Scrum. Por fim, analisa a principal diferença entre eles destacando a possibilidade deles serem utilizados em conjunto.

Autores: Leonardo Viana Casasanta, Juarez Henrique Barbosa Ribeiro e Renan Cosme Pinto

Os profissionais que trabalham no mercado de software sabem que as mudanças de requisitos e consequentemente de escopo são frequentes. O cliente sempre quer “algo a mais” e isso é natural. Porém, nem sempre as mudanças são bem vindas pelas empresas fornecedoras de software, pois mudanças de requisitos implicam em uma nova renegociação de contrato, análise de requisitos, alteração no código fonte, novos testes e novo processo de implantação do software. Devido a esse cenário de incertezas, os processos ágeis estão em ascensão no mercado de TI. Sem dúvida eles já fazem parte do nosso presente e a tendência é que se tornem cada vez mais populares no futuro. Daí a importância de conhecê-los.

Dentre as metodologias ágeis, duas se destacam bastante: XP e Scrum. Enquanto a primeira possui um foco maior nas atividades de desenvolvimento, a segunda contribui mais com a questão gerencial. Neste sentido, este artigo objetiva analisar o funcionamento e as principais diferenças entre XP e Scrum.

Inicialmente, conhecermos um pouco mais sobre o XP apresentando suas principais práticas.

Cliente presente

O XP acredita que o cliente seja peça fundamental na construção do software devido às seguintes razões:

• O cliente é o maior interessado no software que esta sendo desenvolvido, além de ser a fonte de informações que a equipe precisa para desenvolver a melhor solução. Por isso, a sua presença junto ao desenvolvimento é muito importante afinal, o objetivo do projeto é que o sistema realmente o atenda. Sabendo disso, chegamos à conclusão que o solicitante do produto é a “pessoa” mais apta para validar o sistema que está sendo desenvolvido. Além disso, o processo de desenvolvimento de software é um processo de descoberta e incertezas. Manter o cliente presente próximo da equipe garante que mudanças apareçam e sejam sanadas rapidamente. Somente dessa forma ele conseguirá ver as evoluções do projeto, ter novas ideias, remover conceitos falsos, tirar dúvidas com os desenvolvedores, dentre outras coisas;

• Um cliente presente também consegue “entender” os atrasos. Isso não quer dizer que ele fique satisfeito caso a equipe de desenvolvimento não consiga entregar o produto no tempo estimado. Porém, por estar envolvido, ele saberá dos motivos do atraso e consequentemente terá mais paciência evitando conflitos com os gerentes e a própria equipe como um todo. Fazendo uma analogia com uma corrida de táxi, onde o usuário é o cliente e o taxista é o fornecedor: quando o usuário pergunta quanto tempo o percurso demorará e o motorista estima um tempo com base na sua experiência, o prazo falado passa a ser o tempo esperado pelo cliente. Porém, se por qualquer motivo acontecer um engarrafamento ou alguma outra adversidade que gere atraso, o usuário não conseguirá chegar no tempo planejado. Por estar no carro, ele viu que a culpa não foi do condutor, apesar de não ficar satisfeito com a situação ele saberá ser paciente com o “contratado”;

...
Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo