Alinhamento estratégico e governança por meio de soluções de BI

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

A competitividade entre as empresas aumenta a cada dia, e as empresas que conseguirem perceber a TI no modo geral como um parceiro, e suas soluções de Business Intelligence como um ativo estratégico, certamente ocuparão uma posição de destaque n

No cenário atual, em que não só o mercado internacional, mas o mercado brasileiro vem sofrendo grandes mudanças (em particular, o mercado brasileiro vem se desenvolvendo a uma velocidade espetacular e, com isso, o fluxo de informações também aumenta), as empresas buscam se adaptar a essas mudanças e também a se antecipar a certas situações que o mercado a impõe.

Sabendo da importância que as informações têm sobre não só para clientes, mas também para fornecedores e para toda cadeia de fornecimento, elas acabam se tornando um ativo sem igual para as empresas. Isso por sua vez está botando, cada vez mais, a tecnologia em evidência para prover informações que ajudem as empresas a progredir e rapidamente se adaptar às necessidades do mercado e dos clientes, já que nos encontramos no que podemos chamar de economia digital.

Para conseguir ter acesso a esse ativo, as empresas primeiro precisam buscar alguma forma obter essas informações para ajudarem-nas a entender essas mudanças e, em um segundo momento, conseguir extrair valor dessas informações. Essa relação é muito importante, já que a obtenção de uma plataforma digital que ofereça informações que tenham benefício comercial, sem ter pessoas que saibam como obtê-las e não saibam como trabalhar essas informações para extrair valor, torna iniciativas como essas irrelevantes e inúteis. Para isso, é preciso que os líderes das organizações saibam como estruturar bem o funcionamento de seus processos e também como mensurar os investimentos em TI de forma eficaz, optando pela solução que mais se aplica às suas necessidades. Dessa forma, eles conseguem assim racionalizar os riscos e o retorno para saber onde, quando e por que investir em plataformas de TI.

O mercado hoje está, de certo modo, mais exigente com as organizações quanto ao crescimento e ao lucro, o que aumenta a pressão nas empresas para conseguirem alcançar suas metas de forma mais ágil e eficiente. Para isso, o mercado tecnológico oferece algumas soluções que consigam agregar valor para atingirem seus objetivos estratégicos.

Quando os líderes das organizações pensam no que fazer para mudar para melhor a forma de gerir seus negócios através de informação e, assim, ganhar mais agilidade, eles tendem a escolher e a definir um modelo operacional que atenda as suas expectativas. Para as empresas que necessitam conseguir ganhar essa agilidade comercial, esse modelo é chamado integração de padronização de dados, que, em outras palavras, irá refletir no processo de tomada de decisão das empresas. Diante dessa definição de modelo operacional, que reflete diretamente no processo de negócio de tomada de decisão, as empresas então se voltam para as plataformas ou ferramentas que consigam suprir de forma eficaz essa necessidade por informações. E é nesse ponto que a plataforma de Business Intelligence entra em cena e compõe esse ciclo.

Para suprir as necessidades dos clientes dentro do processo de tomada de decisões, o BI, de forma ágil e transparente, consegue contribuir não só com informações, mas também com a governança de TI das empresas. Isso porque, com uma ferramenta de apoio a decisões, os colaboradores têm consciência de quais foram os resultados que levaram a empresa a tomar uma decisão e clareza de como esse processo de tomada de decisão é executado. Em um segundo momento, pode-se citar a vantagem operacional e competitiva. Operacional porque, adequado ao ambiente de trabalho dos clientes, o BI não só facilita a reunião de informações através de relatórios e dashboards, mas alimenta uma cultura de análise holística detalhada em dados empíricos com o propósito de encontrar a decisão mais assertiva para a empresa. E competitiva porque uma estratégia que é construída para vencer seus desafios sem que sejam definidas as táticas para atingi-las está fadada ao fracasso. Mas o BI, se usado de forma eficiente, representa uma forma tática para alcançar as metas estratégicas e inevitavelmente representará uma vantagem competitiva alinhando agilidade e gestão estratégica em uma única só ferramenta.  

A competitividade entre as empresas aumenta a cada dia, e as empresas que conseguirem perceber a TI no modo geral como um parceiro, e suas soluções de Business Intelligence como um ativo estratégico, certamente ocuparão uma posição de destaque no mercado. Empresas, ao adquirirem certa dose de conhecimento em TI e usarem a TI a favor para atingir metas, alcançarão de forma mais rápida o crescimento rentável. Obviamente existem certas fases para que uma empresa absorva conhecimento em TI, mas o primeiro passo é entender o que pode ser melhorado, e encontrar uma forma de aumentar a participação da TI nas decisões e na construção de metas estratégicas da empresa.

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?