Por que eu devo ler este artigo:

Este artigo apresenta uma série de facilidades que permitem tornar sua aplicação ainda mais interativa. Recursos como uso de GPS, mapas e sintetização de voz serão discutidos, fornecendo uma série de ferramentas para criar um grande diferencial em suas aplicações mobile em Android.

GPS e mapas são recursos que normalmente são utilizados em conjunto para a criação de aplicações baseadas em localização. Já o uso da sintetização de voz permite o desenvolvimento de aplicações altamente interativas, incluindo a possibilidade de construção de facilidades para pessoas com limitações visuais.

Desde o surgimento do primeiro aparelho celular, até os dias de hoje, os esforços têm sido grandes para transformar, inovar, criar e aperfeiçoar tecnologias para facilitar e ajudar tarefas simples do dia a dia, como se comunicar com outras pessoas, pagar uma fatura em aberto no banco, e até mesmo nos momentos de entretenimento, como jogar, escutar música ou assistir a um filme.

Quase 60 anos se passaram e o aparelho que inicialmente pesava quase 40kgs, hoje pode pesar menos de 200 gramas, evoluindo principalmente em suas funcionalidades, pois inicialmente eram utilizados apenas para realizar ligações.

Hoje são utilizados como pequenos computadores, permitindo acesso a informações presentes na Internet, possuem sensores, GPS, mapas, reconhecimento e sintetização de voz, entre muitos outros recursos.

E a popularização do aparelho não para de crescer, segundo dados da consultora IDC, no segundo trimestre de 2013 foram vendidos 8,3 milhões de smartphones no Brasil, um aumento de 110% da comercialização desses equipamentos em relação ao mesmo período em 2012.

Com o aumento da procura desses aparelhos, também aumentou o número de aplicativos, entre eles se destacam aqueles que fazem uso das de tecnologias emergentes, como de o GPS (Global Position System), mapas e sintetização de voz.

O GPS é um complexo sistema de satélites que tem como função prestar informações precisas sobre o posicionamento de um dispositivo no globo terrestre. Os mapas representam em um plano a representação gráfica de um local, com ruas, relevos, recursos, entre outros. Já a sintetização de voz permite a reprodução em áudio de conteúdo digital, como textos.

Neste contexto, neste artigo veremos como fazer uso destas tecnologias em conjunto através do desenvolvimento de um projeto no Android.

Usando recursos de GPS em uma aplicação Android

Em uma aplicação Android, o uso de GPS é algo relativamente simples, entretanto, como foge dos recursos tradicionais da plataforma (já que não existe garantia de que todos os devices Android possuem GPS, por exemplo) é necessário que as aplicações que fazem uso destes recursos sejam assinadas.

Desta forma, no arquivo AndroidManifest.xml, é necessário colocar a permissão do usuário para utilizar estes recursos, por exemplo.

Para testar um aplicativo que utilize GPS, não existe a necessidade de um Device real, podendo este ser testado no emulador, utilizando os recursos da janela Emulator Control.

Para apresentar o recurso de GPS, foi desenvolvido um aplicativo Android tradicional (padrão HelloWorld). Após o projeto criado, algumas alterações são necessárias.

Para permitir que uma aplicação Android utilize o recurso de GPS, existe a necessidade de dar as permissões no arquivo AndroidManifest.xml, conforme Listagem 1.

 <uses-permission  android:name="android.permission.ACCESS_FINE_LOCATION"/>
Listagem 1. AndroidManifest.xml – Permissões para o uso do GPS

Obrigatoriamente, são necessárias as permissões para o acesso à localização (linha 01).

Para apresentar os dados referentes aos geocódigos capturados do GPS: Latitude e Longitude, a interface gráfica a ...

Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo