Por que eu devo ler este artigo:O Laravel é um framework de desenvolvimento com uma curva de aprendizado baixa, pois tem como objetivo facilitar as etapas de criação e publicação de uma aplicação PHP. Para isso as tarefas mais comuns no desenvolvimento de uma aplicação, que vão desde consultas ao banco de dados, autenticação, e-mail e cache são abstraídas pelos componentes que o framework fornece.

Este artigo é uma apresentação ao framework PHP Laravel e aos seus componentes fundamentais. Primeiro falaremos sobre esses componentes com exemplos de uso. Depois criaremos uma aplicação que calcula o combustível necessário para uma viajem como forma de praticar o que foi aprendido.

Laravel é um framework MVC

Uma aplicação web tem como função essencial receber requisições de um cliente, tratá-las enviando alguma respostas de volta, geralmente utilizando o HTTP como protocolo de comunicação.

No Laravel, essas funções são desempenhadas por componentes que seguem a arquitetura MVC, model-view-controller. Isso significa que para criar uma aplicação web com esse framework precisamos definir as rotas, endereços para os recursos, bem como seus controllers e as views com as quais o usuário vai interagir.

Conhecendo os componentes do Laravel

Rotas

Rotas são endereços para recursos, que por sua vez podem ser qualquer coisa no servidor, desde de um PDF até um ou mais dados armazenados em algum banco. Por exemplo, localhost/ é a rota para a página inicial da aplicação. Já localhost/pagina_2 é a rota para um outro recurso, provavelmente a segunda página da aplicação.

No que se refere a rotas, / corresponde a raiz do seu projeto.

No Laravel, iniciamos a declaração de rotas utilizando o arquivo routes/web.php. Veja no Código 1 um exemplo de uma rota que contém uma função que devolve para o cliente o texto "Hello World" quando executada.

Route::get('/', function(){

  return 'Hello World';

});
Código 1. Exemplo de rota
Nota: Os arquivos do diretório routes serão carregados automaticamente pelo Laravel.
  • Na Linha 1 acessamos o método estático get do objeto Routes. Veremos mais à frente o motivo para a utilização de um verbo na definição de uma rota. / é o endereço que acessaremos, referente a página inicial da aplicação. Podemos acessar essa rota pelos endereços localhost:8000, localhost:8000/ e http://127.0.0.1:8000/, note a ausência e presença da barra /.
  • Ainda na Linha 1, function () é a declaração de uma função anônima (sem nome).
  • Na Linha 3 return retornará o texto "Hello World" quando a rota for acessada.

Agora que compreendemos ...

Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo