Artigo no estilo: Curso

De que se trata o artigo:

Aborda o tema Código Limpo com o objetivo de mostrar como o desenvolvedor pode usá-lo para melhorar a qualidade do código-fonte de suas aplicações. Neste sentido, este artigo provê conhecimento ao desenvolvedor sobre como transformar códigos considerados ruins em bons códigos demonstrando, através de exemplos práticos, as teorias abordadas.


Em que situação o tema é útil:

O tema se torna fundamental para desenvolvedores que buscam cada vez mais melhorar suas aplicações ao focar em qualidade de código. Essa tarefa será possível graças ao conhecimento adquirido sobre limpeza de código.

Resumo DevMan:

Esta série de artigos tem discutido os aspectos que permeiam o assunto Código Limpo, seguindo a linha de raciocínio que propõe um aumento na qualidade do código das aplicações existentes ou proporcionar conhecimento de como criar projetos de código melhores quando se está iniciando um novo projeto. Neste contexto, código limpo se refere a um conjunto de características desejáveis de serem encontradas no código de nossa aplicação. Algumas dessas características são: ter um código que atenda os requisitos de eficiência, lógica do negócio bem modelada e definida em forma de código fonte, mecanismos de tratamento de erro bem definidos e código que não dê margem à necessidade da realização de novas otimizações.

Autores: Jacimar Fernandes Tavares e Marco Antônio Pereira Araújo

Até este momento, a série de artigos sobre código limpo abordou importantes teorias que envolvem a construção ou modificação do projeto de código existente com o objetivo de ter estruturas de código cada vez mais limpas.

No primeiro artigo da série foi abordado o tema nomes significativos, com objetivo de auxiliar e expor as teorias que serão úteis para a concepção de nomes que refletem o objetivo de variáveis e objetos. No segundo artigo, o tema funções foi abordado, provendo ao desenvolvedor importantes informações sobre como definir métodos, procedimentos e funções limpos. Além disso, também foi abordado como o desenvolvedor pode implementar tais estruturas seguindo alguns parâmetros que permitirão que suas estruturas reflitam melhor seus propósitos.

No terceiro artigo da série foi tratado o assunto comentários em código fonte. O que acontece é que alguns desenvolvedores desconhecem as boas praticas que devem ser seguidas para a concepção de um comentário, o que leva a criação desses de forma descontrolada, fazendo com que ao invés de se obter benefícios, os comentários agreguem valor negativo ao código.

Quando o assunto foi formatação de código, o quarto artigo da série mostrou como essa tarefa pode ser realizada seguindo as recomendações de Código Limpo. Já no quinto artigo da série passou-se a se preocupar com estruturas de dados e objetos. Nesse momento foram abordadas as técnicas para se construir estruturas de dados e instanciar objetos que podem ser considerados limpos.

...
Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo