Ler Porta Paralela

24/12/2005

:?:
Olá a todos.
Estou com dificuldades para controlar a leitura do registrador de Status da Porta Paralela.
A aplicação lê informações enviadas por placas numeradas de 01 a 99.
Com a instrução: VAR := ReadPort( Status ) $80 leio sem erros o que
esta armazenado no registrador. Mas a última informação permanece,
portanto quando volto a ler para saber se existe um novo dado leio
a mesma informação, não estou conseguindo um mecanismo para driblar
esta situação. Gostaria de poder trocar o conteúdo do registrador.
Será que pode me ajudar.
Abraços e Feliz Natal
Neto


Neto

Respostas

24/12/2005

Edilcimar

apesar da explicação parcial, vamos tentar ´driblar´ a situação, se vc joga o conteúdo de resposta da paralela para uma variável antes de mostrá-la, limpe-a antes de pegar o resultado, assim se o novo resultado não for pego vc terá uma variável de contexto nulo


Responder Citar

26/12/2005

Neto

Obrigado pelo interesse em ajudar.
Acho que minha dúvida não ficou clara. A aplicação é a seguinte.
Uma frota de carros (taxi), todos tem radio de comunicação para se
comunicarem com a base central. Estes rádios todos enviam um dado DTMF, quando pressionado o botão de comunicação do rádio. Na base (escritório) temos uma interface (receptor) conectada na porta paralela e o programa fica lendo o barramento de status da porta. No momento da comunicação diversos carros chamam juntos o programa precisa ler o numero dos carros e apresentar na tela, assim o operador tem facilidade em saber qual taxi esta na comunicação.

Estou lendo dados pelo barramento de dados sem erros.
Os dados ( DTMF ) são enviados por placas numeradas de dois dígitos.
Ex.: 01-04-11-22,etc..., então controlo o recebimento quando
length(Edit1) = 2, então novo numero recebido, limpo o edit. E continuo
lendo infinitamente para receber novos dados só que como fica no barramento
de status o último dado recebido eu não consigo saber se é um novo dado ou
se é um dado já recebido. Já tentei não permitir ler quando o dado é igual
ao dado lido anteriormente tipo 22, 11, 33, mas não posso impedir a
existencia de número repetidos para formar o dado válido (recebido).
Espero ter conseguido expor melhor o problema.
Abraços
Neto


Responder Citar