Série da semana: Primeiros passos no React

Veja mais

Perguntas ou teste na Contratação de Desenvolvedor Junior

10/01/2016

9

Galera nunca trabalhei nna area de TI, nem em outra area , gostaria de saber quais são os tipos de perguntas comuns na hora da contratação de um desenvolvedor junior, e se existe algum tipo de teste e com base em que são feitos este teste ...

Principalmente em contratação pra trabalha com java.. porem diversas opiniões em qualquer ramo de ti são aceitas..
Responder

Post mais votado

11/01/2016

Sei que já repeti isto dezenas de vezes em outros posts, mas não existe um roteiro ou receita e sim algumas recomendações.

Vou postar minha visão pessoal, pois normalmente seleciono os integrantes das equipes nos projetos em que trabalho, então não tomem como verdades incontestáveis nem comprovada cientificamente.

Quase todas as empresas seguem o seguinte processo: faz-se entrevista técnica, testes práticos e/ou teste escritos e entrevista/testes com psicologo. Não necessariamente nesta ordem. Em alguns casos fazem primeiro a entrevista com psicologo, depois entrevista técnica e depois os testes práticos e/ou teste escritos. Em outros os testes práticos e/ou teste escritos, entrevista técnica e entrevista com psicólogo. Então depende de cada empresa, mas via de regra você passa por este 3 processos.

Os teste práticos são baseados nos requisitos da vaga. Então normalmente com a vaga vem os requisitos: Programador Java, JSF, JEE, Hybernate e ectc. Ou Programador Java Struts, EclipseLink, CSS, HTML, conhecimentos SQL, UML e etc. Então prepare-se para fazer os teste sobre os assuntos relacionados nos requisitos das vagas. Normalmente nestes testes é dado um cenário e pedem para você criar algumas tabelas e o CRUD. Outras empresas pedem a criação de uma consulta baseado num sistema dela que já existe. Via de regra nestes testes não é exigido um lay-out top, pois estão mais interessados na funcionalidade em si. Mas dependendo da empresa e requisito vão exigir HTML, CSS e JavaScritp e o back-end. Tudo depende dos requisitos da vaga. Algumas empresas liberam o acesso a internet para consulta outras não.

No teste escrito normalmente são questão abertas, fragmentos de códigos, expressões SQL, criação de algorítimos, teste matemáticos e alguns teste de lógica. Já fiz teste escritos que eram dezenas de questão dissertativas sobre: Orientação a Objetos, Objetos, Classes, Polimorfismo, Herança e etc. Claro que para Junior pode ser menos exigente, mas podem haver este tipo de questão.

Na entrevista técnica você será entrevistado por um profissional da área, normalmente o gerente. As recomendações básicas seriam vá bem vestido (não precisa ser de terno), limpo, chegue antes da hora e alguns entrevistadores deixam você mofando um tempo esperando para ver ser você esta disposto a concorrer a vaga (neste caso espere e não demonstre impaciência). Eu quando vou entrevistar alguém, não gosto de deixá-lo esperando, acho falta de respeito, mas outros não pesam assim. Na entrevista técnica auto-confiança é bom e notável, mas deslumbramento e pretensão não, então pelo amor de Deus nada de afirmações como: "Eu já domino o Java", "Sei tudo sobre SQL" ou "Quem programa em Java programa em qualquer linguagem" seja humilde. Outro detalhe seja honesto e não minta sob nenhum aspecto. Se o entrevistador falar algum coisa que você desconhece simplesmente diga que não conhece, mas que esta disposto e tem facilidade em aprender. Alguns entrevistadores fazem pegadinha sobre um tema que não existe e se você falar que conhece de algo que não não existe é pior do que ser honesto e dizer que não conhece. É aconselhável evitar gírias e não falar demais, atenha-se a responder somente o que lhe for perguntado. E nunca pergunte sobre os salário, a nãos ser que o entrevistador dê abertura para isto, pois para alguns entrevistadores isto pega mal.

Nos testes/entrevista com psicologo você deve agir basicamente como foi dito acima na entrevista técnica. E podem ocorrer vários tipos de testes que não tem como estudar para eles, então seja você mesmo, honesto e humilde.

Cada empresa da pesos diferentes para cada tipo de testes ou entrevistas. Eu particularmente dou muito valor a entrevista técnica e ao teste prático ou escrito. Claro que levo em conta os testes psicológicos, mas só se for detectado algum desvio muito significativo para não selecionar alguém que foi bem nos outros testes. Mas algumas empresas dão muito, mas muito mesmo, valor a entrevista psicológica. Então você pode ir até bem nos outros testes, mas se na entrevistas/testes psicológicos for mal pode perder a vaga.

Concluindo é imprevisível já fiz testes em que achei que fui mal e fui contratado e já fiz testes em que achei que fui muito bem, mas meus concorrentes foram ainda melhores e não consegui a vaga. O importante é não desistir. Tomou pau parte para outro. O fato de você não passar e ser contratado não significai que você é incompetente, significa que você não tem o perfil para vaga da empresa.

Mais recomendações pergunte ao pai Google sobre "como se comportar em uma entrevista de emprego" ou coisa parecida. Existem milhares de artigos a maioria lixo, mas mesmo no lixo você pode encontrar algo de útil.

E vamos aguardar outras respostas.
Responder

Mais Posts

11/01/2016

Marcos Paulo

Acompanhando.
Responder

11/01/2016

Eduardo Pessoa

É melhor aguardar alguem mais experiente e atualizado no mercado para te responder.
Responder

11/01/2016

Edson Venancio

Obrigado grande Jothaz , otima opnião bem esclarecedora, estou me preparando bastante pra ao termino da faculdade tentar nao fica parado, nao tinha achado algo assim bem explicativo..
Gostei da parte que voce disse ser honesto no quesito , dizer que conhece tal tecnologia sem saber nada ..

Acho que esse é um dos maiores erros dos profissionais querer se engrandecer no que nao sabe ou sabe o basico..

Quanto ao google vou tenta recicla mas algumas coisinhas rsrs
Responder

11/01/2016

Eduardo Pessoa

Parabens a pergunta e a resposta do Jothaz, como ele mesmo disse,
pois normalmente seleciono os integrantes das equipes nos projetos em que trabalho
, aproveitar essas informações é o minimo que podemos fazer, assimilar, absorver! A Dica!!!
Responder
As primeiras perguntas que eu faria se fosse um recruta seria:

- Qual o link do teu github?
- Quais projetos open source já contribuiu ou pretende?

:)
Responder

11/01/2016

Marcos P

Assumindo que a vaga é para um profissional Júnior, acredito que as questões comportamentais podem ter um peso até maior que as questões técnicas.

Obviamente você vai precisar atender os requisitos mínimos da vaga, mas pode compensar alguma falta de conhecimento técnico, com :

> Boa aparência
> Facilidade de comunicação
> Boa dicção
> Respostas objetivas
> Raciocínio lógico
> Interesse
> Humildade x Ambição
> Transparência
> Tranquilidade

Outra coisa : todo processo seletivo é um aprendizado !

Se, eventualmente, você não conseguir se classificar nos primeiros, tenha certeza que estará melhor preparado para os próximos.
Responder

11/01/2016

Jothaz

As primeiras perguntas que eu faria se fosse um recruta seria:

- Qual o link do teu github?
- Quais projetos open source já contribuiu ou pretende?

:)


Dependendo da empresa e projeto são questões relevantes. Mas em 95% dos casos não se aplica.

E as empresas em sua maioria cagam para open source. Dependendo da cultura, ou falta dela, da empresa pronunciar as palavra open source é como proferir maldições ou xingar a mãe do entrevistador. kkkkkkkkkkkkkk
Responder

11/01/2016

Eduardo Pessoa

Já vi casos (ouvi), dizendo que projeto na faculdade ou curso podem contribuir.
Responder

11/01/2016

Edson Venancio

Com base nas resposta creio que pra Junior , exige mas o objetivo do iniciante na empresa e o que ele tem a oferecer pra o crescimento da mesma.. Pois nao pode se espera que um cara qu acaba de sai da faculdade dpmone algo, partindo do princípio também que nao seja leigo, mas tenha aquela base sólida e mostra vontade de aprender e se enquadra diante as ferramentas utilizada nos processos de desenvolvimento da empresa..
Responder

11/01/2016

Eduardo Pessoa

Jothaz, em alguma seleção que participou já teve casos de vagas para estágio em que foi solicitado "experiencia"?
Responder

11/01/2016

Jothaz

Eduardo Pessoa;

O que acontece é que muitas vezes quem publica e define os requisitos da vaga é o RH e muitas vezes não é revisada pela área de TI assim podem ocorre diversos erros e enganos.

Para estagiário não se pode exigir experiência, no meu entendimento e no entendimento de quem tem bom sendo. Pode-se exigir conhecimento. Mas já vi vários candidatos a estagio reclamar desta situação. Então é uma situação difícil, mas quem defini os critérios é o recrutador e fica-se a mercê dele, então ´é algo imprevisível.

Eu normalmente gosto de ouvir sobre as experiências e projetos acadêmicos e sobre a experiência e gostos do entrevistados de modo geral. Agora quando você recruta alguém você deve a preocupação é se o perfil do canditado se adapta a vaga em questão. Pois se você contratar mal a responsabilidade é sua e pode causar-lhe muitos transtornos.

Agora alguns recrutadores gostam de se ater aos requisitos da vaga e se você começar a falar muito o camarada pode não gostar, por isso é melhor responder somente o que lhe foi perguntado. Por exemplo ficar falando de C# em entrevista de Java ou vice-versa não da certo. Ficar pregando sobre software livre para vagas para trabalhar com software proprietário também não produtivo. Se o requisito da vaga diz conhecimentos em Oracle não cabe defender o uso do MySQL. É preciso ter foco. E olha que isto acontece muitas vezes o camarada viaja. E nem sempre o recrutador esta com saco para ficar ouvindo.

O Edson Rodrigo falou algo muito assertivo você deve ser mostrar disposto a se adaptar as ferramentas, metodologias e processos da empresa. Depois que você faz parte da equipe você pode até criticar e sugerir melhoria, como candidato não é algo aconselhável.
Responder

12/01/2016

Edson Venancio

Se for pedir experiencia tou ferrado por que , aqui ta dificil estagio viu ja tenho dois anos de faculdade ainda nao consegui um na area de desenvolvimento..
estou estagiando em casa mesmo aprendendo com o google , youtube, devmedia, alura e etc. kk
Responder

12/01/2016

Eduardo Pessoa

Pois é Jothaz, já vi vagas assim e muitas pessoas tambem já me relataram.
Responder

12/01/2016

Edson Venancio

Só mais uma pergunta jhotaz , estou fazendo um curso de linux aqui na devmedia , com esse tipo de conhecimento fica mais facil ingressa no mercado ?
Responder

13/01/2016

Ronaldo Filho

O objetivo é também conhecimento em línguas estrangeiras, um segundo idioma é muito requisitado mesmo para profissionais júnior's, por que também têm-se que lembrar, que o profissional júnior também é conhecido como trainer, geralmente vagas onde existe esta denominação a empresa pede conhecimento avançado na leitura e básico na fala, na minoria das vezes pedem apenas conhecimento da escrita e compreensão de textos. Muitas empresas, institutos e organizações de desenvolvimento captam muitas oportunidades de empresas estrangeiras, e se preocupam muito com a questão dos participantes das equipes, mesmo os trainers, conhecerem o idioma da empresa contratante.

Sem contar que um segundo idioma lhe garante produtividade mais acentuada, lembrando-se que a maior parte do material relacionado ao desenvolvimento (que muitas vezes é o mais completo) está em inglês ou espanhol.

Aqui destaquei apenas mais um ponto para que um profissional da área de desenvolvimento seja bem sucedido em suas conquistas.
Responder