JBuilder 2007 sobre Eclipse

O melhor do JBuilder integrado ao mundo Open Source

Andreano Lanusse

 

Após meses de muito trabalho, acaba de ser lançada a nova versão do JBuider 2007, esta edição não é apenas um novo produto com novos recursos, mas uma mudança estratégica na forma como vemos o mercado de ferramentas Open Source. Em novembro, a Borland anunciou a intenção de criar uma subsidiária chamada CodeGear, focada 100% na produtividade dos desenvolvedores e para facilitar a sua vida, por exemplo, através do suporte a novas linguagens.

Durante todo o ano, a equipe do JBuilder esteve focada em portar as funcionalidades que não estavam presentes na infra-estrutura do Eclipse uhuaté a versão 2006, quando a ferramenta estava sobre um framework chamado Primetime.

Primetime vs Eclipse Framework

Os desafios começaram na definição do que realmente seria necessário portar, tornando as funcionalidades integradas com a IDE do Eclipse. Até então, o JBuilder era da seguinte forma.

image002.jpg
Figure 1. Estrutura do JBuilder até a versão 2006

Iniciava o desafio de portar as funcionalidades para o framework do Eclipse como por exemplo: J2EE Visual Designer, integração com ALM, Virtual peer to peer, Together e outros mais.

O Primetime era responsável por toda a parte de janelas, menus, edição de código etc.O restante deveria ser portado, assim sendo, o JBuilder 2007 ficou assim:

 

image004.jpg
Figure 2: Nova estrutura do JBuilder 2007

 

 Então, a plataforma do Eclipse passou a ser responsável pelas janelas, menus, e códigos etc...

 Além disso, novos recursos e novas tecnologias deveriam ser suportados, mas fomos além e inovamos no suporte a ferramentas Open Source.

Outro objetivo era facilitar a vida dos desenvolvedores Eclipse, eliminando os principais problemas enfrentados hoje pelos usuários Eclipse.

Para os atuais usuários de JBuilder, os projetos permanecem compatíveis. A migração é efetuada através do Wizard de importação de projetos de versões anteriores do JBuilder.

Instalação e configuração de produtos Open Source

Os usuários de Eclipse despendem muito tempo na configuração de seu IDE em função de diversos plugins utilizados, e muitas vezes, a incompatibilidade entre versões aumenta este valioso tempo.

JBuilder 2007 traz o que há de melhor no mundo Open Source totalmente pronto para a instalação.

Este conjunto de ferramentas Open Source é composto  por:


·         JBoss

·         QALab

·         Liferay

·         Xplanner

·         Bugzilla

·         SubVersion

·         Maven

·         JUnit

·         Apache

·         Geronimo

·         FingBugs

·         XDoclet

·         GlasFish

·         Axis

·         Continuum

·         MySql

·         Mylar


 

Integração Open Source, Frameworks e Servidores de Aplicação

Não é suficiente apenas trazer um conjunto de soluções Open Source se estas não estão integradas entre si ou com o IDE. Portanto, todas as soluções open source citadas estão totalmente integradas ao IDE do JBuilder 2007.


image006.jpg
Figure 3. Ferramentas, frameworks e servidores de aplicação integrados

 

A integração com servidores de aplicação J2EE é um dos pontos fortes no JBuilder 2007, onde através do desenvolvimento desse tipo de aplicação, usando EJB 2.1/3.0, se integram os seguintes servidores de aplicação:

 


·         EJB 2.1

·         Weblogic 9.1

·         WebSphere 6.0

·         JBoss 4.0.4

·         Geronimo 1.0

·         Oracle 10 rel 3

 

·         EJB 3.0

·         Glassfish

·         WebLogic EJB 3

·         JBoss 4.0.4

·         Oracle 10 rel 3


Totalmente integrado com ferramentas de gestão de equipes como Borland CaliberRM, Borland StarTeam entre outras conhecidas como ALM (Application Lifecycle Management).

Gerenciamento da comunicação e equipes remotas

Há muito tempo, coordenar equipes e manter uma comunicação entre elas é um grande desafio, principalmente quando essas equipes trabalham remotamente. As soluções ALM existem para solucionar também esse tipo de problema, além de estarem geralmente focadas em grandes projetos, auxiliando em todo o processo. Existem casos em que estas soluções são muito mais do que uma companhia precisa. Com o objetivo de atender a essas companhias e, principalmente, ao desenvolvedor, o JBuilder 2007 traz soluções chamadas ProjectAssist e TeamInsight.

O ProjectAssist é o gerenciador do TeamInsight, onde toda a solução é instalada, configurada e integrada ao IDE do JBuilder e onde você configura e com apenas um clique instala todo o TeamInsight.

Além de instalar, através do ProjectAssist você gerencia os usuários e os projetos que poderão ser acessados e por quem.


image008.jpg
Figure 4. ProjectAssist - instalação e configuração

O TeamInsight torna-se a solução baseada em ferramentas Open Source como:

·         SubVersion à controle de versão

·         Continuum à integração de builds

·         Bugzilla à acompanhamento de bugs

·         Xplanner à gerenciamento de projetos e requisitos

 

O JBuilder 2007 fornece a integração com o TaskList do Eclipse, através do Mylar, garantindo  a total integração das tarefas no XPlanner e dos bugs listados no Bugzilla, permitindo a inclusão, a alteração e a exclusão dos mesmos. Também permite trabalhar off-line e efetuar a sincronização posteriormente.

 


image010.jpg
Figure 5. Acompanhamento de bugs através do TaskList integrado


Além de permitir ao desenvolvedor acompanhar bugs e projetos e controlar versão, é fundamental ter uma visualização gerencial do todo e o TeamInsight traz um portal que permite isto.

 


image012.jpg
Figure 6. TeamInsight Portal - visão centralizada de todos os dados gerados pelas ferramentas

Conformidade, qualidade, métricas, auditoria, UML e documentação

Definir um padrão de qualidade e automatizar a verificação desses padrões definidos é outro grande desafio, que, em muitos casos, não acontece pela falta de tempo e por não termos como automatizar essa verificação. Com o JBuilder 2007, você pode definir os padrões de codificação, e através das auditorias e métricas, aferir a qualidade do código e da codificação gerada pelos desenvolvedores. Toda esta solução é baseada no Together, ferramenta da Borland para UML, qualidade e documentação.

Assim sendo, ao executar a auditoria, você irá verificar se o código contém erros que poderão ocorrer no momento da execução, ou seja, os erros são detectados já durante o desenvolvimento.

Através das métricas, você identificará se o código está de acordo com os padrões da linguagem Java e de acordo com as métricas definidas por você como: complexidade ciclomática, níveis de herança, parâmetros por método, linhas de código e muitos outros.



image014.jpg
Figure 7. Resultado da verificação das métricas representado através do gráfico de Kiviat

A UML está presente no JBuilder 2007 através dos diagramas de caso de uso, sequência, atividade, componente, estado e distribuição. Com o recurso de engenharia reversa, qualquer código Java pode ser representado em um diagrama de classe. O diagrama de sequência pode ser gerado a partir do código e gera o código a partir do modelo. O LiveSource é o recurso onde qualquer alteração no modelo reflete automaticamente no código e vice-versa.

A documentação é gerada de modo automático, a partir do código e modelos em formatos como: PDF, HTML, RTF, TXT e outros.

O Together e o JBuilder 2007 auxiliam muito no que diz respeito a confirmidade do código, documentação e qualidade tanto do código quanto da aplicação gerada.

Desenvolvimento Visual de EJB e WebServices

Não é de hoje que o JBuilder suporta o desenvolvimento de EJB e oferece suporte de forma visual através do EJB Designer. O desenvolvimento J2EE para os desenvolvedores Eclipse não é fácil, ainda mais se falarmos em EJB 2.1. Com EJB 3 as coisas ficaram mais simples, porém ainda não o bastante.

Com o EJB Visual Designer, o desenvolvedor poderá criar modelos EJB 2.1, onde a geração do deployment descriptor para os servidores suportados será feita através da leitura do código que utiliza XDoclet ou com EJB 3, onde está baseado em notation.

Todo o desenvolvimento é visual, pode-se criar os Enterprise Javabeans a partir de um banco de dados ou iniciar um novo modelo, onde a geração do banco pode ser feita através do deploy em Jboss, utilizando Hibernate como mecanismo de persistência.

 



image016.jpg
Figure 8. EJB Visual Designer

A criação de web services e visualização de arquivos WSDL aumentam a produtividade e facilitam o desenvolvimento de WebServices. O WSDL Designer possibilita ao desenvolvedor a alteração do WSDL de forma visual.




image018.jpg
Figure 9. WebService WSDL Designer

Optimizeit

Apenas teste unitário não é suficiente para aferir a qualidade da aplicação. São importantes outros tipos de testes como o de caixa branca. O JBuilder 2007 traz o Optimizeit como ferramenta para testes de aplicações J2EE.

Com o Optimizeit será possível monitorar profiler, cobertura de código, thread e, através do Request Analyzer, verificar como uma aplicação J2EE está sendo executada dentro de um servidor de aplicação, onde é possível monitorar serviços JDBC, JMS, JNDI, JSP, EJB, CCI eWeb Services.

A figura abaixo exemplifica um pouco do que pode ser feito através  do Optimizeit. Neste exemplo, é apresentando o consumo de memória da aplicação por classe, a sequência de execução que gerou este consumo e quantos % ele representa em cada ponto do código. Ao selecionar o item na árvore, automaticamente é apontado no código a linha executada. Além disso, através da janela Metrics, você pode acompanhar o que acontece no JVM em que sua aplicação está sendo executada.



image020.jpg
Figure 10. Optimizeit monitorando uma aplicação executada no Tomcat 5.5

 

Turbo JBuilder - FREE

O JBuilder 2007 vem em 4 sabores: Developer, Professional, Enterprise e Turbo.

A versão Turbo é gratuita e permite importar projetos JSE do JBuilder, conectar-se a outro desenvolvedor através de chat, criar aplicações web, desktop e outras funcionalidades mais.

A lista completa das funcionalidades em cada versão está disponível no site da CodeGear - http://www.codegear.com/JBuilder, neste mesmo endereço está disponível o Trial baseado na versão Enterprise.

 

Comparacão Rational App Dev/NetBeans/JBuilder 2007

A revista InfoWorld publicoou uma análise comparando JBuilder 2007 y outras ferramentas, para ter acesso a todas as informações desta aálise acesse: http://www.infoworld.com/article/07/03/26/13FEjavaides_1.html

Conclusões

O JBuilder 2007 veio para fornecer novos recursos e auxiliar os usuários de Eclipse a terem um IDE mais integrado, fácil de usar e com maior produtividade no desenvolvimento, além de mostrar aos desenvolvedores que a CodeGear é a primeira empresa a trazer tecnologias realmente OpenSource totalmente integradas a softwares comerciais, fazendo do Open Souce uma oportunidade.

Para conhecer mais sobre o JBuilder, você pode acessar o site da CodeGear: www.codegear.com.br e através do link http://dn.codegear.com/article/33880,  você encontrará 30 vídeos que mostram como desenvolver aplicações Java em JBuilder.

 

Links
Blogs.codegear.com/andreanolanusse

Este é o link para o meu blog, onde disponibilizo diversas informações.

www.borlandopenuniversity.com.br

Treinamentos via web sobre os produtos CodeGear como o Delphi estão disponíveis.

dn.codegear.com/br

Site de relacionamento da CodeGear com os desenvolvedores, possui diversos artigos e tutoriais em português.

www.codegear.com

Site oficial da CodeGear, contém todas as informações sobre os produtos da companhia.