Atenção: esse artigo tem um vídeo complementar. Clique e assista!

De que se trata o artigo:

O artigo apresenta as diferentes estruturas condicionais oferecidas pela linguagem Java, abordando ainda boas práticas de utilização. Ao final um exemplo prático é elaborado, onde cada uma das estruturas é exemplificada.


Para que serve:

Todo desenvolvedor deve ter domínio sobre a utilização de estruturas condicionais, que são parte fundamental da maioria das linguagens de programação, e isto não é diferente em Java.

Apesar de serem poucas, estas estruturas apresentam sintaxes e detalhes que merecem atenção, uma vez que a utilização equivocada pode levar a códigos falhos e pouco eficientes.


Em que situação o tema é útil:

Diferentemente de APIs e frameworks, estruturas condicionais fazem parte da linguagem de programação Java, e qualquer que seja o sistema desenvolvido, estas estruturas estarão presentes.

Conhecer em detalhes as estruturas condicionais da linguagem permitirá ao desenvolvedor escrever códigos mais claros e organizados.

Resumo DevMan:

De todas as estruturas condicionais da linguagem Java, o if é certamente a mais simples. Ele permite que uma instrução, ou bloco de instruções, seja executado após o resultado de uma avaliação condicional. Instruções if-else, por sua vez, permitem escolher entre dois blocos de execução, dependendo do resultado de sua avaliação ser verdadeiro ou falso.

Uma instrução switch permite a definição de vários blocos de código a serem executados condicionalmente, com a possibilidade de execução de um bloco padrão, caso nenhuma condição seja satisfeita.

O operador condicional ternário também apresenta uma estrutura condicional de seleção dupla, mas diferentemente da instrução if-else, este operador escolhe uma entre duas expressões, dependendo da avaliação realizada, e atribui o valor resultante a uma variável.

Estruturas condicionais e de repetição são fundamentais para a maioria das linguagens de programação. Sem elas, as instruções dos programas seriam executadas sequencialmente sem nenhum tipo de reaproveitamento ou ramificação. Não é difícil imaginar o quanto seria trabalhoso escrever programas assim.

Felizmente, a linguagem Java está entre as linguagens que oferecem suporte a estruturas condicionais e de repetição, mas é importante lembrar que a estrutura sequencial também faz parte da linguagem Java. Isto significa que, se nenhuma estrutura de repetição ou condição for utilizada, as instruções em Java serão executadas uma após a outra, na ordem em que são escritas.

Neste artigo vamos conhecer as instruções condicionais (conhecidas também como instruções de decisão) oferecidas pela linguagem Java, suas possíveis formas de utilização, e melhores práticas.

A instrução if

A instrução if é uma estrutura condicional de seleção única, uma vez que após a avaliação condicional realizada apenas uma instrução (ou grupo de instruções) poderá ser executada. A Figura 1 ilustra o funcionamento da instrução if. No diagrama podemos ver que o fluxo de execução passa por uma estrutura de decisão. Esta estrutura deve avaliar uma condição, e somente se esta condição for verdadeira, duas instruções serão executadas como parte do fluxo principal.

Figura 1. Lógica de funcionamento da instrução if.

Em Java, a instrução if pode ser escrita como na Listagem 1.

Listagem 1. Instrução if simples.

if(condição)
    instrução; 

Esta é a forma mais simples da instrução if. A condição entre parênteses deve ser uma expressão que resulte em um valor booleano (true ou false). Esta expressão poderia ser uma única variável do tipo booleano, como poderia ser também o resultado de várias expressões ou ainda o resultado da chamada de um método cujo retorno seja do tipo booleano. Se a expressão for verdadeira (true), então a instrução da linha seguinte será executada.

...

Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo