Do que se trata o artigo: O artigo apresenta as diferentes estruturas condicionais oferecidas pela linguagem Java, abordando ainda boas práticas de utilização. Ao final um exemplo prático é elaborado, onde cada uma das estruturas é exemplificada.


Para que serve:
Todo desenvolvedor deve ter domínio sobre a utilização de estruturas condicionais, que são parte fundamental da maioria das linguagens de programação, e isto não é diferente em Java.

Apesar de serem poucas, estas estruturas apresentam sintaxes e detalhes que merecem atenção, uma vez que a utilização equivocada pode levar a códigos falhos e pouco eficientes.


Em que situação o tema é útil:
Diferentemente de APIs e frameworks, estruturas condicionais fazem parte da linguagem de programação Java, e qualquer que seja o sistema desenvolvido, estas estruturas estarão presentes.

Conhecer em detalhes as estruturas condicionais da linguagem permitirá ao desenvolvedor escrever códigos mais claros e organizados.

Resumo: De todas as estruturas condicionais da linguagem Java, o if é certamente a mais simples. Ele permite que uma instrução, ou bloco de instruções, seja executado após o resultado de uma avaliação condicional. Instruções if-else, por sua vez, permitem escolher entre dois blocos de execução, dependendo do resultado de sua avaliação ser verdadeiro ou falso.

Uma instrução switch permite a definição de vários blocos de código a serem executados condicionalmente, com a possibilidade de execução de um bloco padrão, caso nenhuma condição seja satisfeita.

O operador condicional ternário também apresenta uma estrutura condicional de seleção dupla, mas diferentemente da instrução if-else, este operador escolhe uma entre duas expressões, dependendo da avaliação realizada, e atribui o valor resultante a uma variável.

Estruturas condicionais e de repetição são fundamentais para a maioria das linguagens de programação. Sem elas, as instruções dos programas seriam executadas sequencialmente sem nenhum tipo de reaproveitamento ou ramificação. Não é difícil imaginar o quanto seria trabalhoso escrever programas assim.

Felizmente, a linguagem Java está entre as linguagens que oferecem suporte a estruturas condicionais e de repetição, mas é importante lembrar que a estrutura sequencial também faz parte da linguagem Java. Isto significa que, se nenhuma estrutura de repetição ou condição for utilizada, as instruções em Java serão executadas uma após a outra, na ordem em que são escritas.

Neste artigo vamos conhecer as instruções condicionais (conhecidas também como instruções de decisão) oferecidas pela linguagem Java, suas possíveis formas de utilização, e melhores práticas.

A instrução if

A instrução if é uma estrutura condicional de seleção única, uma vez que após a avaliação condicional realizada apenas uma instrução (ou grupo de instruções) poderá ser executada. A Figura 1 ilustra o funcionamento da instrução if. No diagrama podemos ver que o fluxo de execução passa por uma estrutura de decisão. Esta estrutura deve avaliar uma condição, e somente se esta condição for verdadeira, duas instruções serão executadas como parte do fluxo principal.

Lógica de funcionamento da instrução if

Figura 1. Lógica de funcionamento da instrução if.

Em Java, a instrução if pode ser escrita como na Listagem 1.

Listagem 1. Instrução if simples.

if(condição)
       instrução; 

Esta é a forma mais simples da instrução if. A condição entre parênteses deve ser uma expressão que resulte em um valor booleano (true ou false). Esta expressão poderia ser uma única variável do tipo booleano, como poderia ser também o resultado de várias expressões ou ainda o resultado da chamada de um método cujo retorno seja do tipo booleano. Se a expressão for verdadeira (true), então a instrução da linha seguinte será executada.

Para a execução de um grupo de instruções, é necessária a utilização de chaves, como mostrado na Listagem 2.

Listagem 2. Instrução if testando uma condição para a execução de um grupo de instruções.

if(x > y){
       a();
       b();
     }
      
     c();

A utilização de chaves para a execução de múltiplas instruções é fundamental, pois em sua ausência, apenas a primeira linha será executada condicionalmente, como parte da instrução if, mesmo que a endentação faça parecer o contrário. Embora não seja uma exigência, a utilização de chaves mesmo quando há apenas uma instrução a ser executada é uma boa prática recomendada, pois torna a instrução menos sujeita a erros de lógica, caso haja a necessidade de se adicionar mais instruções à estrutura condicional.

...
Quer ler esse conteúdo completo? Tenha acesso completo