Por que eu devo ler este artigo:Esse artigo traz uma abordagem prática sobre como desenvolver utilizando as linguagens HTML, CSS e JavaScript. Essas linguagens são utilizadas no desenvolvimento de aplicativos móveis graças ao PhoneGap, que compila esse código para as principais plataformas do mercado.

Sendo assim, o tema é bastante útil para profissionais de desenvolvimento que desejam desenvolver para várias plataformas, tendo pouco trabalho, escrevendo menos e produzindo mais. Outra grande vantagem é utilizar linguagens já conhecidas e consolidadas no mercado, tornando assim mais fácil e prazeroso o desenvolvimento de APPs.

Segundo a Gartner, uma das mais conceituadas empresas de consultoria, as vendas de smartphones ultrapassaram a marca de 250.2 milhões de unidades ao redor do mundo. Cada smartphone pode trazer consigo uma infinidade de aplicativos.

Esse número exorbitante de aparelhos traz a velocidade instantânea para a disseminação de alguns aplicativos, que se espalham como se fosse um vírus. O download do aplicativo pode ser cobrado, onde parte do dinheiro vai para o desenvolvedor, ou então, o aplicativo pode ser baixado gratuitamente e conter anúncios, que são convertidos em renda a cada exibição. Com isso a renda gerada para seus desenvolvedores pode ser muito vantajosa.

Cada smartphone está equipado com um sistema operacional, podendo ser: Android, IOS, Windows Phone, Black Berry, Bada, entre outros. Essa variedade de sistemas operacionais ou plataforma acaba trazendo um grande problema na hora de desenvolver, pois cada sistema tem a sua arquitetura o que implica diretamente nos seus comandos e também na linguagem nativa para desenvolver seus softwares.

Hoje em dia podemos desenvolver em basicamente três tipos de plataforma, que estão ligadas diretamente à sua linguagem de desenvolvimento e o ambiente onde o mesmo irá funcionar.

A primeira e mais comum das maneiras de desenvolvimento são as aplicações nativas, as quais são feitas nas ferramentas e linguagens que os próprios desenvolvedores da plataforma apresentam.

A aplicação nativa tem acesso total ao hardware do aparelho, conseguindo então acessar qualquer funcionalidade encontrada no dispositivo e também obter uma resposta mais rápida aos comandos passados para o aparelho.

O problema das aplicações nativas é que para cada sistema operacional é necessário desenvolver um App diferente, ou seja, para atender pelo menos às principais plataformas (Android, IOS e Windows Phone) é necessário desenvolver três códigos diferentes, cada um com sua linguagem.

Como solução para essa problemática, utilizou-se muito os chamados webApps. As webApps são aplicações desenvolvidas utilizando tecnologias web para rodar no navegador do celular, sendo assim qualquer dispositivo que possua uma conexão com a internet e um browser pode acessar essa aplicação.

As webApps atendem perfeitamente as aplicações que não necessitam de comunicação com o aparelho do usuário, no caso de acesso a alguma funcionalidade extra, como a câmera, esse tipo de aplicação não poderá atender, pois não possui esse privilégio de acesso aos recursos do aparelho.

Para resolver o problema das duas tecnologias apresentadas acima, temos os aplicativos híbridos, que ...

Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo