msdn26_capa.jpg

Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

 

Codebehind e compilação

Saiba o que mudou do ASP.NET 1.x para o ASP.NET 2.0

Este artigo discute

Este artigo usa as seguintes tecnologias

·        Modelo de compilação do ASP.NET 2.0;

·        Codebehind no ASP.NET 2.0;

·        Diferenças dos modelos de deploy All source, All Binary e Updatable.

·        ASP.NET 2.0, Visual Studio 2005

 

Chapéu: ASP.NET

 

 

Fritz Onion

Enquanto escrevo este artigo, os release candidates do Microsoft .NET Framework 2.0 e Visual Studio 2005 foram recém liberados, e até ler isto, ambos já estarão nas prateleiras. Sinto que bons tempos estão vindo.

Lembro de estar sentado em uma sala no campus da Microsoft, em agosto de 2003, escutando Scott Guthrie e outros (incluindo meu companheiro colunista Rob Howard) apresentando a ampla gama de novas características que foram introduzidas no ASP.NET 2.0. Nos surpreenderam com uma demonstração depois de outra de características que simplificaram enormemente o desenvolvimento Web, e o fazem de uma maneira adaptável e extensível, de forma que mudanças poderão ser feitas em qualquer nível quantas sejam necessárias durante o processo de desenvolvimento. 

Muita coisa mudou nos betas subsequentes, principalmente relacionados à melhorias, resolução de bugs e adição de novos controles. Porém, uma característica - o modelo codebehind - mudou bastante desde a primeira pré-estréia, principalmente devido ao feedback dos clientes. Agora, no ponto alto da liberação, pensei em aproveitar esta oportunidade para descrever o novo modelo codebehind, seus fundamentos e como um desenvolvedor Web irá usá-lo. Também abordarei alguns dos efeitos colaterais inesperados deste modelo e como planejá-lo nos projetos. Note que o runtime do ASP.NET 2.0 suporta completamente o modelo 1.x, portanto aplicações escritas para o 1.x podem rodar sem alterações.

Codebehind

Embora o modelo codebehind seja diferente no ASP 2.0, sua sintaxe mudou pouco. Na realidade, a mudança é tão sutil que nem mesmo pode ser notada, a menos que olhemos com atenção. A Listagem 1 mostra a nova sintaxe codebehind. 

 

Listagem 1. Sintaxe Codebehind no ASP .NET 2.0

[Default .aspx]

<%@ Page Language="C#" AutoEventWireup="true"

    CodeFile="Default.aspx.cs" Inherits="MsdnMag.Default" %>

 

[Default.aspx.cs]

namespace MsdnMag

{

    public partial class Default : System.Web.UI.Page

    {

        protected void Page_Load(object sender, EventArgs e)

        {

        }

    }

...

Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo