Este artigo apresenta como é realizada a validação de um número de CPF que é o documento de identificação do contribuinte pessoa física perante a Receita Federal.

O CPF é um número formado por 11 dígitos dos quais os dois últimos são chamados de dígitos verificadores (DV). Cada DV é calculado com base nos dígitos anteriores e juntos servem para validar o número do CPF como um todo. Assim, torna-se importante quando um número de CPF é digitado pelo usuário final em uma aplicação utilizar o método isCPF() , implementado no pacote "meuPacote" apresentado na Listagem 1, para verificar se o número informado está correto evitando, por exemplo, o cadastro de CPFs inválidos.

Para exemplificar o algoritmo de verificação do CPF será utilizado como exemplo o CPF número 546.471.429-49.

O cálculo dos DVs é executado em duas etapas usando para isto o módulo de divisão 11 (módulo de divisão é a parte inteira do resultado de uma divisão):

Para calcular o 1º dígito verificador

  • Cada um dos nove primeiros números do CPF é multiplicado por um peso que começa de 10 e que vai sendo diminuido de 1 a cada passo, somando-se as parcelas calculadas:
    • sm = (5*10)+(4*9)+(6*8)+(4*7)+(7*6)+(1*5)+(4*4)+(2*3)+(9*2) = 249;
  • Calcula-se o dígito através da seguinte expressão:
    • 11 - (sm % 11) = 11 - (249 % 11) = 11 - 7 = 4

obs. Se o resto da divisão (operador %) calculado for 10 ou 11, o dígito verificador será 0; nos outros casos, o dígito verificador é o próprio resto.

Para calcular o 2º dígito verificador

  • Cada um dos dez primeiros números do CPF, considerando-se aqui o primeiro DV, é multiplicado por um peso que começa de 11 e que vai sendo diminuido de 1 a cada passo, somando-se as parcelas calculadas:
    • sm = (5*11)+(4*10)+(6*9)+(4*8)+(7*7)+(1*6)+(4*5)+(2*4)+(9*3)+(4*2) = 299;
  • Calcula-se o dígito através da seguinte expressão:
    • 11 - (sm % 11) = 11 - (299 % 11) = 11 - 2 = 9

obs. se o resto da divisão (operador %) calculado for 10 ou 11, o dígito verificador será 0; nos outros casos, o dígito verificador é o próprio resto.

Desenvolvendo a Aplicação Java

Criar um novo projeto no ambiente de desenvolvimento NetBeans através da opção do menu "Arquivo|Novo Projeto..." e realizar os dois passos descritos a seguir:

1º Passo

Criar um pacote Java e identificá-lo com o nome "meuPacote". No pacote criado implementar a classe Java ValidaCPF, mostrada na Listagem 1, com os métodos:

      isCPF() - retorna um valor booleano que indica se o número de CPF é válido ou inválido;
      imprimeCPF() - retorna o CPF formatado na máscara: 999.999.999-99.
package meuPacote;
         
import java.util.InputMismatchException;
         
public class ValidaCPF {
          
    public static boolean isCPF(String CPF) {
        // considera-se erro CPF's formados por uma sequencia de numeros iguais
        if (CPF.equals("00000000000") ||
            CPF.equals("11111111111") ||
            CPF.equals("22222222222") || CPF.equals("33333333333") ||
            CPF.equals("44444444444") || CPF.equals("55555555555") ||
            CPF.equals("66666666666") || CPF.equals("77777777777") ||
            CPF.equals("88888888888") || CPF.equals("99999999999") ||
            (CPF.length() != 11))
            return(false);
         
        char dig10, dig11;
        int sm, i, r, num, peso;
         
        // "try" - protege o codigo para eventuais erros de conversao de tipo (int)
        try {
        // Calculo do 1o. Digito Verificador
            sm = 0;
            peso = 10;
            for (i=0; i<9; i++) {              
        // converte o i-esimo caractere do CPF em um numero:
        // por exemplo, transforma o caractere '0' no inteiro 0         
        // (48 eh a posicao de '0' na tabela ASCII)         
            num = (int)(CPF.charAt(i) - 48); 
            sm = sm + (num * peso);
            peso = peso - 1;
            }
         
            r = 11 - (sm % 11);
            if ((r == 10) || (r == 11))
                dig10 = '0';
            else dig10 = (char)(r + 48); // converte no respectivo caractere numerico
         
        // Calculo do 2o. Digito Verificador
            sm = 0;
            peso = 11;
            for(i=0; i<10; i++) {
            num = (int)(CPF.charAt(i) - 48);
            sm = sm + (num * peso);
            peso = peso - 1;
            }
         
            r = 11 - (sm % 11);
            if ((r == 10) || (r == 11))
                 dig11 = '0';
            else dig11 = (char)(r + 48);
         
        // Verifica se os digitos calculados conferem com os digitos informados.
            if ((dig10 == CPF.charAt(9)) && (dig11 == CPF.charAt(10)))
                 return(true);
            else return(false);
                } catch (InputMismatchException erro) {
                return(false);
            }
        }
         
        public static String imprimeCPF(String CPF) {
            return(CPF.substring(0, 3) + "." + CPF.substring(3, 6) + "." +
            CPF.substring(6, 9) + "-" + CPF.substring(9, 11));
        }
    }

Na implementação de uma classe ou de um conjunto de classes em um pacote Java o código fonte deve ser iniciado com a diretiva package, seguida do nome do pacote (meuPacote). Um pacote ou package em Java nada mais é do que um conjunto de classes (framework). Usualmente, são colocadas em um package classes relacionadas, construídas com um propósito comum; assim, sob certos aspectos, os packages reproduzem a ideia das bibliotecas de código (libraries e unit's) de outras linguagens de programação.

Outro aspecto destacável da programação foi a utilização da estrutura de controle de erros try – catch que irá proteger o código para eventuais erros de conversão de tipo feita pelo operador de coerção (int).

2º Passo

Implementar a classe principal Exemplo mostrada na Listagem 2.

        import java.util.Scanner;
            // importanto a classe "ValidaCPF" do pacote "meuPacote"
        import meuPacote.ValidaCPF;
         
        public class Exemplo {
         
          public static void main(String[] args) {
            Scanner ler = new Scanner(System.in);
         
            String CPF;
         
            System.out.printf("Informe um CPF: ");
            CPF = ler.next();
         
            System.out.printf("\nResultado: ");
                // usando os metodos isCPF() e imprimeCPF() da classe "ValidaCPF"
            if (ValidaCPF.isCPF(CPF) == true)
               System.out.printf("%s\n", ValidaCPF.imprimeCPF(CPF));
            else System.out.printf("Erro, CPF invalido !!!\n");
            }
        }
}

Alguns aspectos da programação utilizada na classe ValidaCPF apresentada na Listagem 1 foram abordados no post:

O que são String em Java: Métodos da Classe String: String em Java.

Testando a execução da aplicação da Listagem 2:
1. CPF 444.444.444-44 é inválido:
CPF
2. CPF é um número formado por 11 dígitos:
CPF
3. Existem caracteres alfabéticos no CPF:
CPF
4. CPF informado está correto (ou válido):
CPF
Tabela 1. Testando a execução da aplicação da Listagem 2

Obrigado e um abraço.


Saiu na DevMedia!

  • Um bate papo sobre Android Nativo:
    Pesquisamos quais são as dúvidas inicias de quem está começando no Android e decidimos responder algumas delas neste DevCast.

Saiba mais sobre Java ;)

  • Cmo ser um Programador Java:
    Aprender Java não é uma tarefa simples, mas seguindo a ordem proposta nesse Guia, você evitará muitas confusões e perdas de tempo no seu aprendizado. Vem aprender java de verdade, vem!