Artigo do tipo Teórico
Recursos especiais neste artigo:
Conteúdo sobre Agilidade.
Testes de Software no Scrum
A atividade de teste de software é essencial na busca pela qualidade dos sistemas em desenvolvimento. Normalmente, ela é dividida em dois grandes grupos de atividade: planejamento e execução dos testes. No planejamento temos a realização de tarefas como a definição de casos e procedimentos de teste. Já na execução, rodamos os testes planejados e reportamos os incidentes identificados. Embora este já seja um conjunto de atividades amplamente conhecido pela comunidade de desenvolvedores de software, ele não se acomoda tão naturalmente quando se trabalha com métodos ágeis de desenvolvimento.

Este artigo apresentará o papel do Analista de Teste em equipes Ágeis, os desafios e os benefícios dessa metodologia e como garantir e até melhorar a qualidade de um projeto em pouco tempo.

Em que situação o tema útil
Este tema é útil para todas as pessoas que possuem dúvidas na forma de atuação do Analista de Teste em um time Scrum, pois a garantia de qualidade é necessária em qualquer metodologia, basta apenas saber como aplicar as técnicas de testes e como colaborar com o Time, uma vez que uma equipe ágil requer um envolvimento maior de todos os integrantes.

O Scrum é utilizado no processo de desenvolvimento de software ágil.Mas ao invés de um processo completo ou metodologia, é um framework. Então, em vez de fornecer completas descrições detalhadas de como tudo deverá ser feito no projeto, muito é deixado para a equipe de desenvolvimento de software. Isso é feito porque a equipe que define a melhor forma de executar as tarefas, nunca podendo ser dirigida e/ou direcionada por alguém que não pertença ao time. Apenas o time tem a competência necessária para definir como "atacar" as tarefas e quem deve "atacá-las", sempre levando em consideração a habilidade de cada integrante, ou seja, se um membro do time tem uma maior experiência em uma determinada tarefa, muito provavelmente ele será o responsável por executá-la. Além disso, uma das técnicas mais amplamente aplicáveis ​​introduzidas pelos processos ágeis é expressar os requisitos do produto sob a forma de histórias do usuário.

Scrum se concentra em fornecer recursos valiosos de negócios em iterações de duas a quatro semanas de desenvolvimento. Embora a metodologia ágil Scrum possa ser utilizada para o gerenciamento de qualquer projeto, o processo ágil é ideal para projetos com mudanças frequentes de requisitos ou para projetos curtos. Cada time Scrum possui três papéis: 1) o ScrumMaster, que é responsável por garantir que o processo seja entendido e seguido; 2) o Product Owner, que é responsável por maximizar o valor do trabalho que o time Scrum faz; e 3) o Time, que executa o trabalho propriamente dito. O time é formado por desenvolvedores, designers e analistas de teste com todas as habilidades necessárias para transformar os requisitos do Product Owner em um pedaço potencialmente entregável do produto ao final da Sprint.

No início de um Sprint os membros do time de Scrum se reúnem com o PO (Product Owner) ou dono do produto que representa o cliente, sendo ele responsável por definir, priorizar e organizar o backlog maximizando assim o valor do produto. Esse planejamento tem por objetivo fazer com que os membros da equipe entendam os requisitos desejados e em conjunto definam quais características da aplicação serão desenvolvidas naquele Sprint, assim como qual será a duração do Sprint. A partir dessa definição o projeto começa a ser executado e todos os membros iniciam sua atuação. É nesse momento que os analistas de testes se questionam: como garantir a qualidade de um produto em tão pouco tempo? Como escrever casos de testes e executá-los tão rapidamente? Quais serão os artefatos do projeto?

...
Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo